Pocinhense é destaque Bartender 2019, em Ilha Bela

Pocinhense é destaque Bartender 2019, em Ilha Bela

Há quase três décadas, a coquetelaria começou a dar os primeiros passos rumo ao crescimento no Brasil. O que teve início com drinques superdoces, como as batidas, ou com a sempre desejada caipirinha, foi dando espaço no bar a coquetéis clássicos. Porém, o paladar do brasileiro ainda precisava – e precisa – acostumar-se aos novos sabores. Para isso, entraram em cena bartenders, como o pocinhense Francinaldo Barros da Silva, e sua arte de valorizar o bar dentro de um estabelecimento.

O pocinhense foi seguida por uma geração curiosa e ávida por aprender que, depois de algumas experiências fora da Paraíba, começou a trazer a coquetelaria contemporânea para os bares de Ilha Bela, em São Paulo, exaltando os produtos nacionais. Aos poucos, cada um desses profissionais foi sendo reconhecido e respeitado pelo público, passaram a ter seu nome em destaque nos bares tal qual acontece com os chefs e, pode-se afirmar com certeza, que os Clientes que frequentam os Hotéis nunca apreciaram tão bem os coquetéis como hoje.

“O bartender tem o dom de tocar corações e fazer diferença na vida das pessoas. Seja com um sorriso, um olhar, seja com um abraço, com a bebida. No bar, você tem que realmente amar o trabalho com pessoas e praticar sempre o próprio carisma”, diz. “Eu sempre tive a sorte de sorrir para o vento. Mesmo em meio a muito estresse, eu conseguia brincar e desenvolver receitas com facilidade.” Foi essa alegria, somada ao talento, que fez com que Francinaldo montasse e conseguisse tantas oportunidades pelo mundo.

Há 8 anos trabalhando em bares, Francinaldo Barros começou em casas noturnas, depois montou um bar móvel de cidade em cidade e, na volta, em 2019, retornou para Ilha Bela, com esforço e muito treinamento. “Ele aprendeu sobre técnica, modo de preparo, disciplina e gerenciamento de bar”, diz.

O pocinhense conta que, hoje, a clientela está mais aberta a novas ideias e que o ofício de bartender, finalmente, passou a ser visto como profissão. “Tenho investido muito mesa área, hoje sinto um grande profissional mais qualificado no mercado. No passado, estava aprendendo ainda e hoje sei que estou preparado para atender o mercado de trabalho.”

A moda hoje é Drink, e isso não é mais novidade, mas Francinaldo conta que é fã da bebida há bastante tempo. “É muito versátil e com uma base histórica importante”, diz.

 

Da Redação

Comentários com o Facebook

Você também pode gostar de:

Morador denuncia falta de médico e enfermeiro no hospital em Pocinhos

O Blog do Fabiano Moura recebeu, na noite