Pelo 3º ano consecutivo, TCE/PB aprova por unanimidade contas de Fábio Ramalho na Prefeitura de Lagoa Seca

Pelo 3º ano consecutivo, TCE/PB aprova por unanimidade contas de Fábio Ramalho na Prefeitura de Lagoa Seca

- em LAGOA SECA
151

Pelo terceiro ano consecutivo, as contas do prefeito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho, foram aprovadas sem ressalvas e por unanimidade nesta quarta-feira, 7, pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE). Os conselheiros avaliaram a prestação de contas referente à gestão 2019 e deram o parecer positivo pela aprovação.

“_Esta é uma vitória do município. Consideramos cada centavo e sempre investimos de forma certa_”, afirmou Fábio. “_Além disso, os conselheiros puderam ver que a prefeitura, sob minha responsabilidade, aplicou cada repasse oriundo do governo federal, bem como destacou nosso zelo e cuidado diante da Lei de Responsabilidade Fiscal_”, completou.

A prestação de contas do prefeito atendeu todos os índices constitucionais e legais incluindo os limites com gastos de pessoal, educação, saúde, Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb), superávit financeiro e demais itens.

O chefe do executivo municipal também lembrou que ao assumir o comando da prefeitura, em 2017, deparou-se com os elevados gastos da folha de Pessoal, resultados em 70,62% só naquele ano. Mas, segundo ele, o seu compromisso em investir em ações e benefícios em favor dos lagoassequenses passou a ser uma preferência maior.

“_Atualmente, estamos com 54% do desejável em relação à folha de Pessoal. Ano passado, por exemplo, permanecemos em 51,38%, situação confortável e dentro do limite estabelecido pelos órgãos fiscalizadores. Isso quer dizer que sempre buscamos investir em gastos com o desenvolvimento e crescimento de Lagoa Seca, e não uma gestão de ‘cabide de emprego_’”. pontuou.

 

Da Redação com Ascom

Comentários com o Facebook

Você também pode gostar de:

Mulher de 39 anos é esfaqueada, em Lagoa Seca, na Paraíba; principal suspeito é o ex-marido da vítima

Uma mulher de 39 anos foi esfaqueada, na