Moradora de Lagoa Seca morre eletrocutada por microfone enquanto ensaiava louvor

Moradora de Lagoa Seca morre eletrocutada por microfone enquanto ensaiava louvor

- em LAGOA SECA
31240

Uma mulher evangélica, de 35 anos de idade, morreu eletrocutada na tarde deste domingo (19), em Lagoa Seca, ela usava um microfone de fio, durante o ensaio de um louvor em sua residência na Comunidade da Vila Florestal, quando sofreu o choque elétrico.

A moradora de Lagoa Seca, Edileuza Pereira, de 35 anos, foi levado para o Hospital Municipal Ana Maria Ramalho Coutinho, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com familiares, a mulher deixou filhos e netos.

Edileuza Pereira era cunhada do Agente Comunitário de Saúde Erivaldo Euclides, e irmã de Serginho.

O corpo da vítima ainda continua no Hospital de Lagoa Seca.

 

Da Redação

Comentários com o Facebook

Você também pode gostar de:

Fábio Ramalho é aclamado pré-candidato a deputado pela população de Lagoa Seca

O prefeito reeleito de Lagoa Seca, Fábio Ramalho