Francinildo Pimentel emite nota á imprensa

Francinildo Pimentel emite nota á imprensa

- em PARAÍBA
370

DIREITO DE RESPOSTA: Na noite do dia 30 de Junho do corrente ano fomos surpreendidos com uma enxurrada de ataques contra a figura do pré-candidato Francinildo Pimentel. Alguns blogs e sites de imprensa da região noticiaram, de forma completamente inverídica, que o mesmo teria sido indiciado por “roubo de energia”. Alguns, inclusive, alegando que teriam tido acesso “com exclusividade” ao relatório policial. Por tratar-se de pessoa reconhecida e com claras chances de obter sucesso no pleito a prefeitura de Alagoa Nova, importante se faz a restauração dos fatos. Motivo pela qual sua assessoria jurídica vem à público trazer algumas considerações.

O tal falado processo de “roubo de energia” e “prejuízo à Energisa” trata-se, em verdade, de um inquérito policial, em curso. Como é conhecido, o inquérito policial é um procedimento administrativo em que a autoridade policial realiza as diligências necessárias para encontrar a autoria e materialidade delitiva para, só depois, encaminhar o obtido para o titular da ação penal que é o Ministério Público. Tem, ainda, natureza sigilosa e andamento único. Nas fotos colacionadas em grupos de “whatsapp” por pessoas com intuito
apenas de prejudicar a imagem de um cidadão de bem, empresário
honesto e pai de família, NÃO HÁ QUALQUER “MOVIMENTAÇÃO
PROCESSUAL” que corrobore com o alegado.

Pelo contrário, o processo encontra-se em carga com o promotor, e por ser físico e sigiloso estranha-se a alegação de que algum jornalista de cunho político tenha tido “acesso com
exclusividade”. Reafirmamos a idoneidade de Francinildo Pimentel, ao passo que tranquilizamos a população de que, na opinião da defesa, o autor da ação penal não encontrará motivos para o prosseguimento do feito, visto que a situação já foi esclarecida e o real culpado (terceiro que não podemos revelar), inclusive, já assumiu a
materialidade.

Nesse sentido, a acusação inverídica que está circulando será objeto de análise do jurídico do pré-candidato e as pessoas responsáveis serão acionadas judicialmente para responder pelos danos.

 

Da Redação com Ascom

Comentários com o Facebook

Você também pode gostar de:

Idosa de 72 anos morre de Covid-19, em Lagoa Seca/PB

Esta terça-feira, 14 de julho, começou com a